terça-feira, 22 de maio de 2012

Mulher tortura, joga água fervendo em pênis e mata marido a pauladas



A mulher espancou, esfaqueou e jogou água quente nos órgãos genitais do companheiro. Os dois já tinham se desentendido diversas vezes.






Foto: Divulgação/Central de Polícia - FSA 
Foto: Divulgação/Central de Polícia - FSA

Feira de Santana/BA – Uma mulher de 39 anos torturou e matou o marido a pauladas na madrugada desta quinta-feira (05) no município de Feira de Santana, localizado a 109 quilômetros de Salvador. O crime aconteceu na rua Tomás de Aquino, no bairro Oyama Figueredo, por volta das 1h. Segundo a titular do Núcleo de Homicídios da cidade, Klaudine Passos, a autora do crime, identificada como Amélia Julião dos Santos, já tinha um histórico de agressões cometidas contra o companheiro, Albenito Rodrigues da Costa, de 54 anos.
"A vítima era alcoólatra, e segundo testemunhas, os dois já teriam se desentendido várias vezes por causa disso", afirmou à delegada. "Quando Albenito chegou embriagado em casa, os dois discutiram. Durante a briga, ela pegou um pedaço de madeira e golpeou o marido em diversas partes do corpo, especialmente na cabeça; além de pegar uma faca e cortar o braço dele". Amélia ainda ferveu uma panela de água e despejou nos órgãos genitais do companheiro. Ainda conforme a titular Klaudine, o filho de Albenito foi avisado pelos vizinhos do casal de que o pai estaria sendo agredido pela esposa.
"O filho da vítima chegou no local e pediu que a madrasta abrisse a porta da residência, mas ela disse que o pai do rapaz não estava em casa, e que ela só iria abrir a porta do local com a presença da polícia", informou a delegada. "O filho de Albenito ligou para a polícia, e enquanto o companheiro agonizava no chão, Amélia tirou a roupa dele e trocou por outra limpa. Em seguida, ela ainda lavou a casa e as roupas do marido, que estavam sujas de sangue. Quando nós chegamos, o local estava limpo, e a vítima não tinha sinais vitais", concluiu a titular do Núcleo de Homicídios.
Os dois viviam juntos há nove anos. Amélia foi presa em flagrante por homicídio qualificado, e ao ser ouvida pela polícia, afirmou que o marido era um homem muito agressivo, e que ela o agrediu porque teria sido ameaçada.
Amélia está presa na ala feminina do Conjunto Penal de Feira de Santana, onde se encontra a disposição da Justiça. O corpo de Albenito foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) local, onde passou por uma perícia e será liberado para a família ainda nesta quinta-feira (05). 

Via É Sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário