quarta-feira, 9 de maio de 2012

Travesti é assassinado com tiro de espingarda calibre 12 em Baía Formosa


Homicídio foi registrado bem próximo ao posto fiscal Caraú.

Por Thyago Macedo/portalbo

Um crime violento foi registrado na madrugada desta quarta-feira (9), em Baía Formosa. Um travesti daquela comunidade foi encontrado morto próximo ao posto fiscal Caraú. Ariano da Silva, mais conhecido pelo nome “Larissa”, foi assassinado com tiro de espingarda calibre 12.
Informações repassadas pela Companhia da Polícia Militar em Baía Formosa, populares ligaram para a central da polícia por volta de 1h40. As testemunhas relataram que tinham visualizado um corpo na BR 101, em frente ao posto fiscal.
A partir daí, os soldados Josuel e J. Medeiros, bem como o sargento Adriano, foram até o local e confirmaram que se tratava de um homicídio. O crime, segundo relatos de testemunhas para os policiais, teria sido cometido por homens que estava em um veículo tipo Fiat Uno de quatro portas e cor branca.
A placa do carro, no entanto, não foi identificada. Os bandidos passavam pela rodovia e se aproximaram do travesti. O homem que estaria no banco de passageiro do veículo estava armado e atirou contra Ariano da Silva, que não resistiu ao ferimento e morreu no local.
O posto fiscal Caraú, em Baía Formosa, tem um fluxo de aproximadamente mil caminhões por dia. Devido ao grande movimento, travestis fazem ponto naquela área. Algumas colegas de “Larissa”, que é natural de Mamanguape, na Paraíba, chegaram a testemunhar a morte da travesti.
Caminhoneiros e comerciantes de Baía Formosa têm reclamado da falta de segurança na área do posto fiscal, tendo em vista que os policiais militares saíram de lá, devido à falta de pagamento das diárias operacionais por parte Secretaria Estadual de Tributação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário