quinta-feira, 12 de julho de 2012

Polícia Civil prende dois acusados de estuprar jovem por 10 anos no RN


A Polícia Civil com o apoio do Conselho Tutelar e da Polícia Militar conseguiu prender, no final da tarde de quarta-feira, no município de Alexandria, dois homens identificados como João Paulo de Almeida, 27 anos, e Expedito Gonçalves Abrantes, 68 anos, acusados de manter relações sexuais com um garoto durante dez anos.

Ambos foram presos em suas residências que fica localizada no Sítio Ilha, zona rural de Alexandria, no Alto Oeste potiguar. Na residência de Expedito Abrantes, os policiais encontram uma arma, sendo indiciado também por porte ilegal.

De acordo com o delegado de Alexandria, Célio Fonseca Oliveira, o menor resolveu procurar o Ministério Público da cidade para denunciar os estupros que vinha sofrendo dos 07 aos 17 anos de idade, pelos dois vizinhos e as constantes agressões que sofria para manter relações com os dois homens. "Foram 10 anos de abuso sexual e nesse período ele não denunciou temendo ser morto pelos dois", explicou o delegado.

Com base nas informações do menor, prestadas em meados do mês de junho passado, o Ministério Público encaminhou a denuncia à Delegacia de Alexandria para que os policiais apurassem e os fatos fossem esclarecidos. Os dois acusados eram vizinhos do menor e mantinham amizade com os pais do adolescente. A Polícia Civil apurou também que algumas das vezes, os estupros aconteciam dentro da própria residência da vítima que temendo ser morto não denunciou aos seus familiares.
 
blog do eduardo dantas

Nenhum comentário:

Postar um comentário