quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Acusado de matar Cíntia Lívia pode pegar 30 anos de prisão




O caseiro Poliano Cantarelle Fernandes de Lacerda, 35 anos, assassino confesso de ter matado a adolescente Cíntia Lívia, 12 anos, no último dia 21 de julho em Tibau poderá pegar até 30 anos de prisão.Segundo o delegado Renato Batista responsável pelo inquérito, o acusado foi indiciado nos crimes de estupro de vulnerável seguido de morte, ocultação de cadáver e por fotografar adolescentes nuas.

“A pena mínima é de pelo menos 12 anos de prisão, mas com os agravantes do inquérito pode chegar até 30 anos com o julgamento”, afirmou o delegado. O inquérito foi remetido a Justiça no último dia 3 de agosto e aguarda denúncia do Ministério Público. O assassino confesso Poliano Cantarelle continua preso na cadeia pública de Mossoró, onde deverá ficar até o julgamento.

Após o reconhecimento do corpo da menina Cintia Lívia, 12, pela família, o suspeito de praticar o crime foi preso e encaminhado para a delegacia de Mossoró no dia 26 de julho. Poliano Cantarele Fernandes Lacerda, 35, trabalhava como caseiro em frente a casa onde o corpo da criança foi encontrado. Além disso, segundo a polícia, Poliano era vizinho da residência onde morava a menina. O suspeito foi preso quando tentava fugir de Tibau.

De acordo com depoimento de Poliano, o crime aconteceu na noite desse sábado (21), e ele também confessou que tentou estuprar a criança. Por volta das 20h, Cínthia Lívia já estava morta. O crime aconteceu em frente à casa onde o corpo foi encontrado. O filho do caseiro, de 14 anos, sofreu tentativa de linchamento pela população. 

via Blog do Eduardo Dantas

Nenhum comentário:

Postar um comentário