terça-feira, 9 de abril de 2013

ÓTIMA NOTÍCIA: Os 824 suplentes da PM\RN podem ser convocados a qualquer momento



 
 
A governadora do Estado do Rio Grande do Norte Rosalba Ciarlini (DEM) a qualquer momento poderá anunciar administrativamente a convocação de 800 homens para reforçar a segurança pública do Rio Grande do Norte e consequentemente o efetivo da policia militar, que atualmente existe um déficit de 3.000 mil homens.
Segundo os governistas a governadora irá convocar estes homens porque é um compromisso do governo melhorar a segurança do povo potiguar, como também seria o efetivo para a copa do mundo no próximo ano; atendendo assim as exigências da própria entidade que comanda o futebol no mundo.
O procurador do Estado Miguel Josino por diversas vezes confirmou a os 824 convocados que o estado estar procurando uma solução jurídica para realizar a convocação, seguindo o exemplo da própria Governadora que também se posicionou a favor da tão sonhada convocação.Mas segundo a oposição a governadora só chamará estes homens por causa da popularidade da governadora que cai a cada dia, pois de acordo com as ultimas pesquisas de opinião a governadora tem atingido o maior índice de rejeição da história no estado, graças a os altos índices de violência que vem ocorrendo nos últimos messes em todo estado; e que também existe uma decisão judicial da juíza da 3ª vara da Fazenda Pública de Natal, Ana Cláudia Secundo da Luz e Lemos no dia 28 de maio de 2012 que até agora não foi cumprida.
Se a convocação acontecer, será uma baixa para oposição; pois os opositores de Rosalba sempre afirmaram categoricamente que ela não chamaria estes concursados, pois era uma decisão política. Se for confirmada a incorporação destes 800 concursados na PM, a governadora dará um salto de qualidade na segurança pública, e de quebra melhora significativamente a sua popularidade; pois resolverá a questão do efetivo para a copa e vai melhorar a Segurança Pública no combate a violência que atualmente estar comprometida. É notadamente que a convocação destes 824 homens, tornou-se uma questão política.
 
Fonte: Sgt Regina

Nenhum comentário:

Postar um comentário