quarta-feira, 22 de maio de 2013

OPERAÇÃO CONJUNTA ENTRE AS POLÍCIA CIVIL E MILITAR DADA INICIO EM ASSU DESBARATA QUADRILHA DE ASSALTANTES NO RN


Na foto; Bruno, Luciano, (I.P.S. menor) Valdemir vulgo pirata



Material encontrado com os acusados

Pistola encontrada com os acusados tem o brasão da polícia civil

Veiculo palio utilizado no assalto e em seguida abandonado

Hoje por volta das 10hs em Assú, elementos assaltaram a Loja Cocó Rolamentos, localizada na Av. Sen. João Câmara, Centro. De acordo com as vítimas, participaram do assalto três homens e uma mulher e fugiram em um palio branco e roubaram pertences dos funcionários e clientes e mais uma quantia em torno de R$ 10.000,00.
A polícia Militar foi acionada e partiu em diligência e através de informações soube que o veículo foi abandonado no bairro Bela Vista em Assu, e o bando seguiu com destino a Natal pela BR 304, os acusados entraram em  um carro de frete (taxi irregular). A polícia Civil e Militar passaram informações na região sobre os suspeitos que foram interceptados em um ford ecosport prata no município de Lajes por uma barreira formada de policiais civis e militares coordenada pelo Ten Renê, comandante do policiamento deste município.
Na ação Foram presos:
- Joalison Cabral Silva, vulgo “BRUNO”, 23 anos, camisa verde natural de Assú, foragido de Caicó por homicídio, foragido da Justiça de Assú e acusado de um assalto a um correspondente bancário na cidade e assumiu que tentou assaltar o Coronel PM Pires e disparou contra ele. Seu parceiro conhecido por Liliu foi preso na semana passada em uma operação da PM no Bairro Vertentes em Assú/RN; - 
- Luciano Oliveira da Silva, 19 anos, natural de Mossoró; - camisa branca
- Í.P.S., 17 anos, natural de Natal; - camisa vermelha
- Valdemir Barbosa dos Santos, vulgo pirata, 26 Anos, Natural de São Bento/PB; - camisa listrada
- V.S.L. conhecida como tatá, 17 anos, natural de Campina Grande/PB.
Foram apreendidos, 03 Revólveres38 com 6 munições cada, 01 Pistola.40 da Polícia Civil com 13 MUNIÇÕES E R$ 10.586,00 cédulas.
A polícia civil de Lajes que veio de apoio, quem montou a barreira foi a PM, as informações foram passadas pelo tenente Renê para a prisão dos meliantes através do delegado Valente e o tenente Montenegro
NOTA: acréscimos de informações para confirmação dos nomes dos acusados. (Informações Cabugi Total) / Tenente Renê e Focoelho.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário