sábado, 10 de agosto de 2013

Mais dois suspeitos da morte de agente penitenciário são presos

Foto: Thyago Macedo / Portal BO
 

 portal bo
A polícia conseguiu localizar dois dos suspeitos de participação na morte do agente Maxwell André Marcelino, que foi assassinado durante a tentativa de resgate de um preso, em Parnamirim. Na noite desta sexta-feira (9), a verdadeira mulher do preso Wilson Rodrigues de Medeiros Filho, identificada como Morgana Renata de Almeida Carvalho, de 33 anos, e um homem que estaria no carro usado pelo bando foram presos, identificado como Hytan Torquato Soares Maior.
Morgana foi localizada em uma residência na avenida Lima e Silva. Inicialmente, uma adolescente de 16 anos tinha confessado que seria a namorada do preso a ser resgatado e que ela havia planejado tudo. No entanto, a polícia descobriu depois que a adolescente tinha apenas sido contratada e que a companheira do preso Wilson era outra.
Com isso, passou-se a investigar o paradeiro dessa mulher e dos demais suspeitos. Além da companheira do preso, a polícia prendeu um homem que teria participado diretamente da tentativa de resgate que resultou na morte do agente penitenciário. O carro usado por eles, um Fiat Pálio, de placas NNT-3959, havia sido recuperado na quinta-feira (8).
Agora, três pessoas já estão presas por suspeita de participação na morte do agente Maxwell. A polícia acredita que pelo menos mais dois homens tiveram participação direta na tentativa de resgate.

Nenhum comentário:

Postar um comentário