quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

PM prende trio suspeito de atirar em posto policial e explodir banco no RN



Crime aconteceu na madrugada desta quarta (15) em São José do Campestre.
Bandidos explodiram caixa eletrônico e atiraram contra prédios da cidade.

 
 
A Polícia Militar do Rio Grande do Norte prendeu na noite desta quarta-feira (15) três suspeitos de atirarem em um posto policial e explodirem um caixa eletrônico do Banco do Brasil durante a madrugada no município de São José do Campestre, na região Agreste do estado. O major Genilton Tavares, do 8º Batalhão da Polícia Militar, informou que o trio foi localizado por volta das 19h30 em um matagal no Sítio Comum, distrito que fica entre as cidades de Monte Alegre e Lagoa de Pedras, mesmo local onde houve um confronto com policiais durante a manhã. Uma Hilux utilizada nos crimes foi abandonada na ocasião.
 
Posto policial também foi alvo dos suspeitos (Foto: Matheus Magalhães/Inter TV Cabugi)
 
O major Tavares conta que os suspeitos também trocaram tiros com a polícia antes dos crimes, durante a madrugada desta quarta na cidade de Serrinha. Após o novo confronto pela manhã no Sítio Comum, os homens abandonaram a caminhonete e se esconderam no matagal. "Fizemos o cerco e esperamos a saída deles. Dois suspeitos são de Natal e um de Salgueiro, em Pernambuco", acrescenta o comandante do 8º BPM. Na caminhonete abandonada foram achadas três toucas ninjas, duas bolsas vazias, uma alavanca e um rolo de cordão usados para explodir o caixa eletrônico.

Apesar das prisões, outros suspeitos ainda estão foragidos. Segundo testemunhas, pelo menos dez homens participaram da ação criminosa em São José do Campestre. Um dos policiais militares que estava no posto policial durante o tiroteio relatou que estavam ele e outro PM no momento dos tiros. "Primeiro eles nos chamaram e antes mesmo de sairmos começaram a atirar. Eu tive medo de morrer. Não tivemos tempo de reagir. Nós apenas nos protegemos e pedimos reforço", conta o PM, que preferiu não se identificar. O posto policial foi atingido por disparos de espingarda calibre 12, e pistolas 380 e 45.
 
A ação dos criminosos na cidade, segundo a polícia, durou cerca de vinte minutos. Apesar da explosão dos caixas eletrônicos do Banco do Brasil, os bandidos não levaram nada. Na fuga, os suspeitos atiraram contra os prédios do cartório, do fórum e do Núcleo de Saúde Família.

Participam da operação para a prisão dos suspeitos policiais militares do Grupo Tático Operacional do 8º BPM, e das cidades de
Lagoa de Pedras, Lagoa Salgada, Boa Saúde e Serrinha.
 
 
fonte: G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário