quarta-feira, 30 de abril de 2014

Mulher que foi encontrada morta e enterrada já residiu em São Rafael


Familiares de “Ingrid Nayara dos Santos” de 22 anos de idade, residente na Agrovila Real no Projeto de Assentamento Maísa, compareceram no Itep, na manhã de hoje 29 de Abril, para fazer o reconhecimento do corpo que foi encontrado enterrado na zona rural de Baraúna na ultima sexta feira dia 25.
A família reconheceu o corpo como sendo de Nayara através das imagens “Uma tatuagem, dois anéis e peças de roupas” publicadas aqui no Câmera. As provas materiais, pessoais e os argumentos da família oferecendo detalhes da vitima, convenceram o medico legista do Itep, que se prontificou liberar o corpo para a família, porem existem detalhes que dependem da Delegacia de Baraúna, onde o caso está sendo investigado.
Segundo informações, a Delegada da cidade de Baraúna e sua equipe de investigadores localizaram o possível acusado e sua prisão seria de fundamental importância para a identificação e liberação do corpo da jovem. O encontro dos investigadores com o Medico Legista e a família da moça está marcado para a manhã de quarta feira 30 de Abril, na sede do Itep em Mossoró. O caso será acompanhado pelo Bacharel Clayton Pinho, titular da Delegacia de Homicídios de Mossoró.
Nayara tinha uma criança com o acusado, mas estava separada. Ele mora na Agrovila Oziel, na Maísa e no dia 17 de Abril, quinta feira Santa, teria tentado uma aproximação com ela. Os dois sairam no dia seguinte dizendo que iriam para a Residência de familiares dele em Baraúna e a moça não mais foi vista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário